Inicio » Notícias » Capacitação contra a Dengue

Capacitação contra a Dengue

10 de janeiro de 2019

O combate à Dengue é uma ação importante e a Prefeitura de Santa Luzia tem elaborado estratégias para o controle da doença. Nos dias 8 e 9 de janeiro, o departamento de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu uma capacitação para profissionais médicos e enfermeiros sobre o manejo clínico das principais doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti: dengue, zyca vírus e chikungunya.

Segundo a coordenadora do setor, Emanoela Cotrim, foram discutidos temas relacionados ao enfrentamento das arboviroses como o controle vetorial do mosquito e os desafios da assistência aos pacientes e organização dos serviços de saúde. “O objetivo é alcançar o máximo possível de profissionais que atendem os pacientes, no caso, os médicos e os enfermeiros e ampliar o olhar para a suspeita, diagnóstico e tratamento oportunos, visando a redução de casos graves e óbitos”, explicou Emanoela.
Além de capacitar profissionais, a Secretaria Municipal de Saúde também promoveu, no mês de dezembro, um mutirão de limpeza contra a dengue. Durante o mutirão, os agentes de saúde avisaram nas residências que haveria o recolhimento de utensílios que pudessem acumular água e se tornarem criadouros do mosquito. Depois disso, agentes de zoonoses, acompanhados de um caminhão, passaram recolhendo esses materiais, que foram deixados na calçada pelos moradores. A ideia é eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti.

Segundo a coordenadora do setor de Controle em Zoonoses, Viviane Moreira, a escolha dos locais aconteceu obedecendo ao Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), “Esse levantamento permite a identificação dos criadouros predominantes e a situação de infestação dos municípios que o realizaram. Com isso, percebemos alguns bairros onde o índice está alto e traçamos estratégias para sanar o problema”, disse a coordenadora.

We cannot display this gallery

O último LIRA a aconteceu em outubro, quando ainda não era período chuvoso. O mutirão aconteceu nos bairros que apresentaram o maior índice: foram os bairros Bonanza, Esplanada e Industrial Americano, com 1,2% e Cristina e Via Colégio, com 0,7%. Os índices até 0,9% indicam condições satisfatórias, entre 1% e 3,9%, situação de alerta e índices superiores a 4%, risco de surto.