Inicio » Notícias » Prefeitura realiza roda de conversa sobre violência doméstica e feminicídio

Prefeitura realiza roda de conversa sobre violência doméstica e feminicídio

28 de novembro de 2019

Dando sequência a programação de atividades da Semana do Enfrentando à Violência Contra Mulher, a Prefeitura de Santa Luzia, através da secretaria de desenvolvimento social e cidadania, realizou na tarde desta quinta-feira (28), na sede da  ONG  Fé e Alegria no Bairro Palmital, uma  roda de conversa  sobre  violência  doméstica e feminicídio. A temática vem sido debatida  pela pasta  durante toda  semana,  devido ao  Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher, celebrado  no dia 25 de  novembro. Amanhã o segundo seminário de combate à violência contra a mulher será realizado pela manhã, no auditório da Prefeitura.

Durante a roda de conversa, os participantes, em sua maioria mulheres contaram suas experiências, traumas, superação e deixaram mensagens de autoestima.  A inciativa  proporcionou um intercâmbio  entre o grupo de mulheres que  se reúnem  na ONG Fé e Alegria, o  grupo  Dellas, de Ribeirão das Neves, e o  grupo de mediação de conflitos.  A ideia  é montar  uma corrente do bem de proteção às mulheres  e mostrar que elas  devem  procurar ajuda quando se sentirem intimidadas por qualquer  tipo de violência sofrida.

A doméstica Eliane de Souza Bento relatou durante o encontro já ter sofrido violência, desde constrangimentos psicológicos até agressões. Com a  participação nos grupos operativos , ela  se sentiu acolhida e protegida. “Na verdade não denunciei, fui denunciada. Eu e meus  filhos sofríamos  violência dentro de casa, fui indicada a comparecer no CREAS onde fui amparada e tive ajuda de profissionais  especializados. Meus  quatro filhos que me de deram força para seguir em frente e não desistir.  A participação nos  grupos e rodas de conversa são  importantes ferramentas para superação e me fez  voltar a ser feliz”, desabafou.

De acordo com a superintendente de Assistência Social, Kátia Santos, o objetivo do encontro foi promover uma troca de experiências e conscientização no combate à violência contra a mulher. “Este encontro é uma forma de mostrar que a  violência doméstica é um   fenômeno que não acontece somente nesta comunidade e que  as trocas de experiências podem ajudar no fortalecimento  de ações contra violência e criar uma rede  em que a própria comunidade  se ajude em relação a esses casos.  A proteção começa  dentro da própria comunidade”, explica.

Presente no encontro,  o secretario de desenvolvimento  social e cidadania, Wander Carvalho ressaltou a  importância da ação. “É muito  importante  essa roda  de  conversa nesta  comunidade,  na qual,  há índices de violência contra a mulher.  Esse evento é realizado com a  população da região, a  equipe de assistência social da Prefeitura e grupos desta instituição.  Temos o  objetivo de conscientizar as  mulheres dos direitos delas, e que de fato não existe mais esse ditado que  ninguém “mete a colher em assunto de marido e mulher”.  É preciso fazer  tudo que  for possível para evitar qualquer  tipo de crime contra a mulher.  Com essas ações estamos fortalecendo a política pública no combate à violência contra a mulher”, relatou.

Em Santa Luzia, o CREAS – Centro de Referência de Assistência Social trabalha com atendimento à mulher vítima de violência doméstica, dando apoio  especializado e direcionamento de uma forma mais eficaz. A instituição também trabalha com grupos operativos de escuta e acompanhamento à delegacia para registro de queixas, quando necessário.

Acompanhe também as nossas redes sociais: